​​



 

Kihon (FUNDAMENTOS), Kata (FORMAS) e Kumite (LUTAS)

As aulas, do nível mais básico ao mais avançado, são divididas em:

 

1-AQUECIMENTO: preparar o corpo e a mente para o treinamento

 

2-KIHON OU FUNDAMENTOS: Em aulas para iniciantes, os alunos aprendem socos, chutes e defesas mais básicos. Já os alunos graduados praticam movimentos avançados, que vão desde socos em diversas posições até movimentação para luta.

 

3-KATAS OU FORMAS: São movimentos de ataques e defesas pre-estabelecidos e colocados em uma sequência. No Karate Shotokan são 26 katas, dos mais básicos à alguns bem avançados;

 

4-KUMITE OU LUTAS: O aluno iniciante não é colocado para lutar logo que entra na academia. Ele passa por diversas etapas de lutas (kumites básicos e intermediários) como Gohon Kumite ou Kihon Ippon para poder lutar livremente (jyu kumite)

 

 

 

Sem saber as técnicas básicas (Kihon) não se pode lutar (Kumite) nem fazer Kata (formas). Da mesma forma, Kata sem o Kumite é somente um apanhado de movimentos sem sentidos. Por fim, Kumite sem o Kihon e o Kata, perde agilidade, força e potência. "Kihon é Kata que é Kumite"

 

No nosso Karatê, Kihon, Kata e Kumite são treinados na mesma proporção. Tem que dar a mesma ênfase para todos os exercícios.

 

Assim como acontece na maioria das coisas, como na música ou na pintura por exemplo, a repetição é fundamental. Através dessa constante repetição, o corpo aprende o movimento automaticamente. Ao longo do tempo, as técnicas se tornam inconscientes ao invés de movimentos mecânicos e intencionais.

 

Portanto, através das técnicas aprendidas no Kihon e praticadas no Kata e no Kumite, o karateca descobre como responder a situações de forma natural e espontânea. E é dessa forma, à partir desse treinamento que o Karateca pode derrubar o oponente com somente um golpe.

 

OSS!!

 

Texto adaptado do site da JKA